11° Festival gastronômico de Taquaruçu

11ª Edição do Festival Gastronômico de Taquaruçu - FGT acontecerá no distrito de Taquaruçu de 07 a 10 de setembro de 2017 e, têm como tema principal a valorização dos ingredientes culinários regionais e a criatividade na elaboração dos pratos, os quais obrigatoriamente devem ser típicos da culinária Regional. O objetivo do festival é o fortalecimento da identidade gastronômica local e atrair fluxo turístico para capital.

Haverá 4 (quatro) categorias: 
1) Comidinhas salgadas (sanduíches, pamonhas, salgados, tapiocas, crepe, pastel, tortas em geral, pizza, cuscuz e similares). 
2) Prato salgado (proteína com acompanhamentos) 
3) Prato doce 
4) Trailer (Food Truck) 

A infraestrutura necessária terá que atender às necessidades de preparação e comercialização dos alimentos segundo as exigências da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), dos órgãos de vigilância sanitária municipal e estadual, Prefeitura, Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). A maioria dos veículos é formada por trailers, furgões, caminhonetes ou caminhões adaptados. 

Realização do 11º Festival Gastronômico de Taquaruçu. 07 a 10/09/2017


Guias Locais










Guias locais nascidos e crescidos na região.

Fone: (63) 9 92691835

Guias Locais - Taquaruçu Tocantins
@Turismo

Festival Gastronômico de Taquaruçu - 2016

A 10ª edição do Festival Gastronômico de Taquaruçu acontecerá entre os dias 7 e 11 de setembro.
A grande novidade desta edição é que 35% das barracas do festival serão destinadas para a população de Taquaruçu. A ideia pretende incentivar a gastronomia do distrito.
Estão confirmados shows com Pregador Luo, Rosa de Saron, Zélia Duncan, Paula Fernandes e a Banda Sambô. A atração do Cozinha Show é o chef Olivier Anquier (Apresentador francês de TV do GNT).contará com três categorias de comida: comidinhas salgadas, prato salgado e prato doce.
  • Comidinhas Salgadas: Comercializadas em porções de 150g a 250g entre os valores R$ 6,00 a R$ 8,00.
  • Pratos Doces: Comercializadas em porções de 150g a 250g entre os valores de R$ 6,00 a R$ 8,00.
  • Pratos Salgado: Comercializados em porções de 300g a 400g, entre os valores de R$ 8,00 a R$ 10,00.

As receitas para o 10º Festival Gastronômico de Taquaruçu deverão conter obrigatoriamente pelo menos um dos seguintes ingredientes regionais: pequi, coco de babaçu, carne de sol, carne seca, chambari, peixes (tucunaré, tambaqui, pirarucu, surubim), mandioca, caju, manga, buriti, murici, cagaita, mangaba, cajá, amor perfeito, milho natural da região, paçoca de carne seca, feijão trepa pau, fava e outros ingredientes considerados da região.

DEZ ANOS DE FESTIVAL

Completando uma década de existência como o principal evento de fomento à gastronomia regional na Capital, o Festival Gastronômico de Taquaruçu, que tem como objetivo principal valorizar os ingredientes da culinária regional e a criatividade na elaboração dos pratos, também vem colecionando histórias de sucesso de pequenos empreendedores, que conseguiram através do festival, decolarem em carreiras no mundo da gastronomia.


Tapioca recheada em Cachoeira da Roncadeira - Taquaruçu

Em Taquaruçu acontece aos fins de semana, a rodada de tapiocas recheadas. Organizado pela equipe da Cachoeira da Roncadeira, ja é um dos eventos mais memoráveis do estado do Tocantins. A Tapioca da equipe Roncadeira, se tornou famosa, pelo simples fato de ser ao mesmo tempo macia e crocante, adotando sabores regionais e exóticos, como a Carne de Sol "casada" com o Queijo, O Óleo de Coco Babaçu, e outros sabores mais tradicionais do prato, como o Leite condensado, o Coco, Mel, Banana, Goiabada, Rapadura, Canela, proporcionando uma variedade diversificada de sabores, e possibilitando ao cliente de escolher à vontade o sabor que quiser. Local: Cachoeira da Roncadeira, em Taquaruçu, Palmas, Tocantins, as margens da TO-030, KM 18 PROCURE UM GUIA LOCAL, OU DIRIJA-SE AO CENTRO DE ATENDIMENTO AO TURISTA - CATUR, EM TAQUARUÇU.

Fauna

Arara                                                                                                         Arara - Azul

    


Urubu                                                                                                        Urubu Rei

               








Capivara                                                                                                  Anta




Cateto                                                                                                    Tatu


Siriema                                                                                                  Jaritataca



Onça Pintada                                                                                       Onça Parda

    

Gato Selvagem Mourisco 











Jararaca




Jiboia                                                                                                       Coral


Sucuri                                                                                                     Caninana


Muçurana



Veado Campeiro


Lagarto Teiú


Lobo Guará


Macaco Prego

Bugio


Macaco da Noite





Obs: Obviamente os animais acima não equivalem nem mesmo a 10% de toda a fauna do cerrado.

Casa do Teto de Grama- Taquaruçu

Aluguel para fins de semana, feriados, festas, formaturas etc.

Estilo Rústico trabalhado em tijolos e madeira, janelas e portas em Blindéx.

Designer arrojado, toda mobiliada, dois quartos, sala, cozinha, banheiro, redário e bilhar.

Contato: (63) 984171250 (Camilo)








Vegetação de Taquaruçu

Taquaruçu se localiza em meio ao Cerrado Tocantinense, característico de um clima quente durante o dia, porém frio durante a noite. O clima frio de Taquaruçu deve-se ao fato desse distrito estar localizado em meio a cerras e morros, característicos de Mata Atlântica, com árvores altas, características da Floresta Amazônica.


Cerrado é o nome dado às savanas brasileiras caracterizadas por árvores baixas, arbustos espaçados, gramíneas, e pode ser classificado como cerradão, cerrado típico, campo cerrado, campo sujo de cerrado ou campo limpo, sendo que o cerradão é o único que apresenta formação florestal.


Presente nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Goiás o cerrado cobre cerca de 197 milhões de hectares do território brasileiro sendo o segundo bioma mais produtivo do país. Formações de cerrado podem ser encontradas em outras regiões do país como áreas de transição pra outros ecossistemas. Essas áreas de transição de cerrado são chamadas deecótonos ou periféricas e estão nas divisas com a Caatinga, Amazônia e Mata Atlântica.


A principal marca do bioma cerrado são seus arbustos de galhos retorcidos e o clima bem definido, com uma estação chuvosa e outra seca. Entretanto, na região do cerrado encontram-se três das maiores bacias hidrográficas do país, sendo este bioma o berço de rios caudalosos como o São Francisco. Acredita-se, pois, que as peculiaridades da flora (troncos tortuosos e com casca espessa...) se devam à falta de alguns micronutrientes específicos 

Principais árvores nativas:
 
PequizeiroPé de Pequi (Árvore típica do cerrado brasileiro e, com certeza, uma das com maior valor econômico na região, ou seja, com um alto grau de aproveitamento, não só pelos seus frutos, mas pela árvore, como um todo.)

Buritizeiro - Pé de Buriti  (É uma espécie tropical por excelência. Nativa do Norte e Nordeste do Brasil. Com seu caule se prepara a ipurana, uma farinha muito apreciada pelos índios. Dura, a madeira do buritizeiro é utilizada no artesanato, na produção de brinquedos e na construção de instalações rurais, apesar de ser pouco resistente a chuvas.)

Bacabeira - Pé de Bacaba (Espécie de fruto muito comum no Tocantins, pareceido com o fruto do Açaizeiro.)

Cujueiro - Pé de Caju

Muricizeiro - Pé de Murici (De origem brasileira, o murici pertence ao gênero Byrsonima e à família Malpighiaceae, mesma família da acerola. Estima-se que o gênero Byrsonima tenha mais de 200 espécies, sendo que 100 delas estão distribuídas pelo país, nos estados de Alagoas, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, São Paulo, Tocantins e Distrito Federal, com a maioria podendo ser encontrada na região amazônica.) 




 




Visão do alto de Taquaruçu. Pedra de Pedro Paulo.

Rapel a 70 m - Taquaruçu

Rapel a 70 m de altura.

Local: Cachoeira da Roncadeira

Taquaruçu - TO (TURISMO): Cachoeira da Roncadeira

Pura adrenalina. É  feito o trenamento antes da decida. que é monitorada por dois instrutores.

Preço; 70,00 R$